/Atendimentos no Decon, no Ceará, cresceram 53% nos últimos três anos

Atendimentos no Decon, no Ceará, cresceram 53% nos últimos três anos

O Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Decon) evoluiu em 53% no número de atendimento aos consumidores cearenses nos últimos três anos. De 2012 até 2014, o crescimento foi de 15.756 atendimentos. Os dados fazem parte do Boletim do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (Sindec) 2014, que analisa as demandas de consumo levadas aos Procons integrados ao sistema e à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). Em 2012, o Decon registrou 29.685 atendimentos. No ano seguinte, pulou para 36.391. Em 2014, chegou aos 45.441 atendimentos de natureza consumerista. No âmbito nacional, somente em 2014, foram registrados mais de 2,4 milhões de atendimentos pelos Procons integrados ao Sindec. Uma média mensal de 206 mil consumidores atendidos por todo o Brasil. Desse total, 62,7% correspondem ao registro de reclamações/denúncias e 37,3% estão relacionados às consultas/orientações.

O Boletim Sindec 2014 traz ainda o detalhamento dos assuntos mais demandados pelos consumidores brasileiros. No Ceará, os que registraram o maior número foram: Oi fixo/celular, Itaú, Bradesco, Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), Claro/Embratel, Sky, Santander, Caixa Econômica Federal, Companhia Energética do Ceará, CCE/DIGIBRAS/Lenovo. Já os assuntos nacionais mais utilizados no Sindec foram cartão de crédito, banco comercial, telefonia fixa, telefonia celular, Tv por assinatura, microcomputador/produtos de Informática, água/esgoto, aparelho celular, eletrodomésticos linha branca e financeira.

Saiba mais

O Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor é o sistema informatizado que integra o atendimento realizado por Procons de 26 estados, do Distrito Federal e de 336 municípios. Como vários destes Procons contam com mais de uma unidade, o Sistema abrange 641 unidades espalhadas por 440 cidades brasileiras.

Consumidor.gov.br

Desde 27 de junho do ano passado mais um sistema vem subsidiando os órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor com informações a respeito dos problemas vivenciados pelos consumidores no mercado de consumo. Trata-se do site www.consumidor.gov.br, um serviço público para solução alternativa de conflitos de consumo na internet, monitorado pelos órgãos de defesa do consumidor e pela Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça, com o apoio da sociedade. Atualmente a plataforma conta com 52 mil usuários cadastrados e 228 empresas credenciadas, já tendo sido registrados 50 mil atendimentos.